ISBN:
978-989-99187-2-6
Publisher:
Poética Edições
Edition:
Year:
Novembro 2014
Pages:
180
Inside this book
Praise
  • «Um nome que importa fixar: Vera de Vilhena. São poemas que não correm atrás da moda, nem se ficam por ecos florbelianos. No seu melhor (...), há saber e sentido da linguagem, por vezes musical, entre o confessional e o descritivo, frequentemente paisagístico.»
    (in JL, 24 Dezembro 2014)
    Jornal de Letras
  • Conheço a Vera através dos seus livros Coisandês e A Ilha de Melquisedech. Em ambos, a Vera revela a sua escrita segura e a sua imaginação notável, tocando os limites, ora do fantástico ora do sur-realismo, revelando conhe-cimento do imaginário infan-til, ou juvenil, ou mesmo dos adultos que não perderam o cordão umbilical através do qual, vida fora, alimentam o sonho. (...) Esta é uma escrita de sentidos, de sons, de sabores, de perfumes, de texturas. Com a Natureza se encontra, se procura, numa afirmação de continuidade, de recomeço.
    Licínia Quitério
  • Vera de Vilhena (Lisboa, 1969), cantora profissional desde 1989, estreou-se como compositora no álbum Luar, de Rita Guerra, e na ficção e poesia, na revista Egoísta. Em 2006 trocou a cidade pelo campo e pelo mar e mudou-se para perto da Ericeira. Desde 2009 que é também revisora de texto e coordenadora de oficinas de escrita criativa. Obras publicadas: O Pisa-papéis (pseud. Vera Vê), novela (DG edições, 2006 (esgotado), A Ilha de Melquisedech - Mnemon, (Chiado Editora, Dez 2013); Coisandês, a vida nas coisas, contos vocacionado para adolescentes (Prémio Revelação APE/Babel, 2014, Verbo/Babel; Fora do mundo (poesia, Poética edições, 2014); "Nem sempre os pinheiros são verdes" (contos, vários autores, 2016, Poética Edições"). Mantém o blogue veravilhena.blogspot.pt/, o site veravilh.wix.com/gavetas-e-gavetinhas e a página oficial no facebook: Ilha de Melquisedech.